CoDAS
http://www.codas.periodikos.com.br/article/doipath/10.1590/2317-1782/20182018092
CoDAS
Artigo original

Analysis of the national hearing health care policy implementation in a Brazilian State

Análise da implantação da política nacional de atenção à saúde auditiva em uma unidade federativa do Brasil

Marcus Valerius da Silva Peixoto; Sônia Cristina Lima Chaves

Downloads: 0
Views: 96

Abstract

Purpose: The present study aimed to analyze the degree of implementation of the national health care policy at the state level. Methods: This qualitative evaluation study was carried out in two stages. Firstly, the policy was modelled by means of document analysis and the application of the Delphi technique for consensus among experts. In the second stage, a qualitative, exploratory evaluative research was conducted, designed as a single case study in a Brazilian state through semi-structured interviews with health managers. Results: The experts reached a consensus for a logical model and an evaluation matrix of the policy implementation. The results at the state level evinced an incipient degree of implementation, as the level of government characteristics achieved 45% of the maximum score; management, 41%; and system organization, 33%. Conclusion: The degree of implementation in the state evaluated was classified as incipient. Barriers were identified in the management and organization levels of the system, as well as in the political context.

Keywords

Política de Saúde; Avaliação em Saúde; Serviços de Saúde; Audiologia; Saúde Pública; Fonoaudiologia

Resumo

Objetivo: O presente estudo objetivou analisar o grau de implantação da política nacional de atenção à saúde auditiva no âmbito estadual. Método: Foi realizado um estudo avaliativo qualitativo dividido em duas etapas. Na primeira etapa, foi realizada a modelização da política com uma análise documental e aplicação da técnica Delphi de consenso de experts. Na segunda etapa, foi realizada uma pesquisa avaliativa do tipo qualitativa, exploratória, delineada em um estudo de caso único em uma unidade federativa do Brasil mediante entrevistas semiestruturadas com gestores da saúde. Resultados: Foi obtido o consenso de um modelo lógico e uma matriz de avaliação da implantação da política entre os experts. Os resultados no âmbito Estadual evidenciaram o grau de implantação incipiente, com o nível das características de governo com 45% da pontuação máxima, a gestão com 41% e o nível da organização do sistema com 33%. Conclusão: O Estado avaliado obteve o grau incipiente de implantação, com obstáculos identificados nos níveis de gestão, organização do sistema e contexto político.

Palavras-chave

Healthcare Policy; Health Evaluation; Healthcare; Audiology; Public Health; Speech-Language Therapy

Referências

1 WHO: World Health Organization [Internet]. Deafness and hearing loss. Switzerland: WHO; 2019 [cited 2014 Fev 16]. Avaliable from: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs300/en/ [ Links ]

2 Peixoto MVS, Santos GS, Nobre GRD, Novais APS, Reis PM. Análise da participação popular na política de atenção à saúde da pessoa com deficiência em Aracaju, Sergipe, Brasil. Interface - Comun Saúde. Educ. 2018;23:28-40. http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622017.0230. [ Links ]

3 Jardim DS, Maciel FJ, Piastrelli MT, Lemos SMA. Atenção à saúde auditiva: percepção dos usuários de um serviço público. CoDAS. 2017;29(2):1-7. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20172015259. PMid:28380199. [ Links ]

4 Silva LSG, Gonçalves CGO, Soares VMN. National Policy on Health Care Hearing: an evaluative study from covering services and diagnostic procedures. CoDAS. 2014;26(3):241-7. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/201420140440. PMid:25118922. [ Links ]

5 Rezende CF, Carvalho SA, Maciel FJ, Oliveira R No, Pereira DV, Lemos SM. Hearing health network: a spatial analysis. Rev Bras Otorrinolaringol. 2015;81(3):232-9. http://dx.doi.org/10.1016/j.bjorl.2014.01.003. PMid:25382426. [ Links ]

6 Vieira G, Castro AMB, Morettin ZM, Pereira MTB. Saúde auditiva no Brasil: análise quantitativa do período de vigência da Política Nacional de Atenção à Saúde Auditiva. Distúrb Comun. 2015;27:725-40. [ Links ]

7 Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 2073, de 28 de setembro de 2004. Institui a Política Nacional de Atenção à Saúde Auditiva. [Internet]. Diário Oficial da União; Brasília; 2004 [citado 2014 Jan 29]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2004/ prt2073_28_09_2004_rep.html [ Links ]

8 Whitson HE, Lin FR. Hearing and vision care for older adults: sensing a need to update Medicare policy. JAMA. 2014;312(17):1739-40. http://dx.doi.org/10.1001/jama.2014.13535. PMid:25369486. [ Links ]

9 Silva DPCB, Silva VB, Aurélio FS. Auditory satisfaction of patients fitted with hearing aids in the Brazilian Public Health Service and benefits offered by the hearing aids. Rev Bras Otorrinolaringol. 2013;79(5):538-45. http://dx.doi.org/10.5935/1808-8694.20130098. PMid:24141666. [ Links ]

10 Bacchetti MSE, Akiyama R, Ferreira BR, Samelli GA. Indicadores de qualidade para serviços de audiologia. ACR. 2013;18(4):268-4. http://dx.doi.org/10.1590/S2317-64312013000400007. [ Links ]

11 Cunha JT, Massi G, Guarinello AC, Pereira FM. A percepção dos usuários de um Centro de Atendimento vinculado ao SUS: enfoque fonoaudiológico baseado na promoção da saúde. CoDAS. 2016;28(4):417-28. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20162015066. PMid:27556826. [ Links ]

12 Paim J, Vieira-da-Silva LM. Desafios e possibilidades de práticas avaliativas de sistemas universais e integrais de saúde. In: Pinheiro R, Mattos R. Gestão em redes práticas avaliação, formação e participação na saúde. Rio de Janeiro: UERJ/ABRASCO; 2006, p. 91-111. [ Links ]

13 Lígia Maria V-S. Avaliação de políticas e programas de saúde. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2014. [ Links ]

14 Champangne F, Brousselle A, Hartz Z, Contandriopoulos A, Denis JL. Análise da Implantação. In: Contandriopoulos A, Denis JL, Champangne F, Hartz Z, editors. Avaliação Conceitos e Métodos. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2011, p. 217-238. [ Links ]

15 Ritchie MJ, Kirchner JE, Parker LE, Curran GM, Fortney JC, Pitcock JA, et al. Evaluation of an implementation facilitation strategy for settings that experience significant implementation barriers. Implement Sci. 2015;10(S1):A46. http://dx.doi.org/10.1186/1748-5908-10-S1-A46. [ Links ]

16 Vieira-da-Silva LM, Esperidião MA, Viana SV, Alves VS, Lemos DVDS, Caputo MC, et al. Avaliação da implantação de programa voltado para melhoria da acessibilidade e humanização do acolhimento aos usuários na rede básica. Salvador, 2005-2008. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2010;10(Suppl 1):131-43. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292010000500012. [ Links ]

17 Souza MF, Vanderlei LCM, Frias PG, Souza MF, Vanderlei LC, Frias PG. Avaliação da implantação do Programa de Controle da Hanseníase em Camaragibe, Pernambuco. Epidemiol Serv Saude. 2017;26(4):817-34. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742017000400013. PMid:29211145. [ Links ]

18 Jones J, Hunter D. Using the Delphi and nominal group technique in health services research. In: Pope C, Mays N, editors. Qualitative research in health care. London: BMJ Books; 2000, p. 40-9. [ Links ]

19 Alagoas. Governo do Estado de Alagoas. Secretaria de Estado da Saúde [Internet]. Acesso à Informação. Ações e Programas. Maceió: SESAU; 2012. [citado January 25, 2014]. Available from: http://www.saude.al.gov.br/acesso-a-informacao/. [ Links ]

20 Atkinson JA, Page A, Wells R, Milat A, Wilson A. A modelling tool for policy analysis to support the design of efficient and effective policy responses for complex public health problems. Implement Sci. 2015;10(1):1-9. http://dx.doi.org/10.1186/s13012-015-0221-5. PMid:25889919. [ Links ]

21 Paim JS, Minayo MCS, Akerman M, Drumond M Jr, Carvalho YM. Tratado de saúde coletiva. Saúde Debate. 2006;170:767-82. [ Links ]

22 Vianna NG, Cavalcanti MLT, Acioli MD. Princípios de universalidade, integralidade e equidade em um serviço de atenção à saúde auditiva. Cien Saude Colet. 2014;19(7):2179-88. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232014197.09392013. PMid:25014297. [ Links ]

23 Holtrop JS, Potworowski G, Fitzpatrick L, Kowalk A, Green LA. Understanding effective care management implementation in primary care: a macrocognition perspective analysis. Implement Sci. 2015;10(1):122. http://dx.doi.org/10.1186/s13012-015-0316-z. PMid:26292670. [ Links ]

24 Malta DC, Merhy EE. O percurso da linha do cuidado sob a perspectiva das doenças crônicas não transmissíveis. Interface - Comun Saúde Educ. 2010;14:593-606. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832010005000010. [ Links ]

25 Maciel FJ, Januário GC, Alvarenga CMH, Campos E, Silva MA, Silva SA, et al. Indicadores de saúde auditiva em Minas Gerais : um estudo por macrorregião. Audiol Commun Res. 2013;18(4):275-84. http://dx.doi.org/10.1590/S2317-64312013000400008. [ Links ]

26 Pereira S, Maior I, Pinto I. Integralidade como eixo de atenção à saúde da pessoa com deficiência. In: Silvia P, Isabel M, Isabela P. Política públicas e pessoa com deficiência: direitos humanos, família e saúde. 1st ed. Salvador: EDUFBA; 2011, p. 198. [ Links ]

27 Matus C. Política, planejamento e governo. 2nd ed. Brasília: IPEA; 1993. [ Links ]

28 Naude CE, Zani B, Ongolo-Zogo P, Wiysonge CS, Dudley L, Kredo T, et al. Research evidence and policy: qualitative study in selected provinces in South Africa and Cameroon. Implement Sci. 2015;10(1):126. http://dx.doi.org/10.1186/s13012-015-0315-0. PMid:26334760. [ Links ]

29 Vieira-da-silva LM, Hartz ZM, Chave SC, Silva GA, Paim JS. Análise da implantação da gestão descentralizada em saúde : estudo comparado de cinco casos na Bahia, Brasil The implementation of decentralized health systems : a comparative study of fi ve cases in Bahia, Brazil. Cad Saude Publica. 2007;23(2):355-70. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000200012. PMid:17221085. [ Links ]


Submetido em:
17/05/2018

Aceito em:
30/10/2018

5d14e6100e8825796d5a3d52 codas Articles

CoDAS

Share this page
Page Sections