CoDAS
http://www.codas.periodikos.com.br/article/doipath/10.1590/2317-1782/20182018153
CoDAS
Artigo Original

Parâmetros cardiorrespiratórios em bebês cardiopatas: variações durante a alimentação

Cardiorespiratory parameters in infants cardiopathy: Variations during feeding

Vanessa Souza Gigoski de Miranda, Paula Colvara de Souza, Camila Lúcia Etges, Lisiane de Rosa Barbosa

Downloads: 0
Views: 43

Resumo

Objetivo: Verificar a variação dos parâmetros cardiorrespiratórios na alimentação de bebês cardiopatas. Método: Estudo transversal controlado, realizado com bebês de 0 a 6 meses de idade, de ambos os gêneros, em um hospital de referência para cirurgia cardíaca pediátrica. Foram divididos em grupo de estudo os bebês com diagnóstico médico de cardiopatia congênita, pós-cirurgia cardíaca e em grupo controle, composto de bebês sem comorbidades pré-estabelecidas como fatores de risco para disfagia. Realizada monitorização de sinais vitais e oximetria de pulso antes, durante e após a avaliação clínica da deglutição nos dois grupos. Resultados: Há diferença significativa da frequência cardíaca entre os dois grupos já anterior à avaliação, porém foi observado aumento acentuado do parâmetro no grupo estudo durante a oferta de via oral. A variação da frequência respiratória foi significativa durante a oferta de seio materno no grupo estudo, que também apresentou maior queda de saturação quando comparada a do grupo controle. Conclusão: Há variação de parâmetros cardiorrespiratórios durante alimentação de bebês cardiopatas.

Palavras-chave

Cardiopatias, Transtornos de Deglutição, Lactente, Sinais Vitais, Oximetria

Abstract

Purpose: To evaluate the variation of cardiorespiratory parameters in the feeding of cardiopathy infants. Methods: A cross-sectional, controlled study was performed on infants from 0 to 6 months of age, both genders, at a referral hospital for pediatric cardiac surgery. They were divided into a group study of infants with a medical diagnosis of congenital heart disease, post-cardiac surgery and in a control group composed of infants with no co-morbidities pre-established as risk factors for dysphagia. Vital signs monitoring and pulse oximetry were performed before, during and after clinical evaluation of swallowing in both groups. Results: There was a significant difference in heart rate between the two groups prior to the evaluation, however, a marked increase was observed in the study group during the oral route. The respiratory rate variation was significant during the maternal breast offer in the study group, which also showed a greater decrease in saturation when compared to the control group. Conclusion: There is variation of cardiorespiratory parameters during feeding of cardiopathy infants.

Keywords

Heart Diseases, Deglutition Disorders, Infant, Vital Signs, Oximetry

Referências

1. Duarte ST. Fatores de risco para disfagia em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca [tese]. Curitiba: Universidade Tuiuti do Paraná; 2010. 95 p.

2. Bonow RO. Tratado de doenças cardiovasculares. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2013.

3. Croti UA, et al. Cardiologia e cirurgia cardiovascular pediátrica. 2. ed. São Paulo: Roca; 2013.

4. João PRD, Faria F Jr. Cuidados imediatos no pós-operatório de cirurgia cardíaca. J Pediatr. 2003 Nov;79(Suppl 2):S213-22.

5. Barros APB, Martins NMS, Carrara-de Angelis E, Fúria CLB, Lotfi CJ. Atuação fonoaudiológica em unidade de terapia intensiva. In: Fundação Oncocentro de São Paulo. Comitê de Fonoaudiologia em Cancerologia. Fonoaudiologia em cancerologia. São Paulo: FOSP; 2000.

6. Padovani AR, Moraes DP, Mangil LD, Andrade CR. Dyphagia risk evaluation protocol. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2007;12:199-205. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342007000300007.

7. Barbosa LR, Gomes E, Fischer GB. Sinais clínicos de disfagia em lactentes com bronquiolite viral aguda. Rev Paul Pediatr 2014 Sep;32(3):157-63.

8. Monteiro FPM, Araujo TL, Lopes MVO, Chaves DBR, Beltrão BA, Costa AGS. Estado nutricional de crianças com cardiopatias congênitas. Rev Latino-Am Enfermagem. 2012 Dec;20(6):1024-32.

9. Woodward CS. Keeping children with congenital heart disease healthy. J Pediatr Health Care. 2011;25(6):373-8. http://dx.doi.org/10.1016/j. pedhc.2011.03.007. PMid:22018428.

10. Arvedson J. Assessment of pediatric dysphagia and feeding disorders: Clinical and Instrumental Approaches. Dev Disabil Res Rev. 2008;14(2):118-27.

11. Kohr LM, Dargan M, Hague A, Nelson SP, Duffy E, Backer CL, et al. The incidence of dysphagia in pediatric patients after open heart procedures with transesophageal echocardiography. Ann Thorac Surg. 2003;76(5):1450-6. http://dx.doi.org/10.1016/S0003-4975(03)00956-1. PMid:14602266.

12. Lefton-Greif MA. Pedriatrc dysphagia. Phys Med Rehabil Clin N Am. 2008;19(4):837-51. http://dx.doi.org/10.1016/j.pmr.2008.05.007. PMid:18940644.

13. Sachdeva R, Hussain E, Moss MM, Schmitz ML, Ray RM, Imamura M, Jaquiss RD. Vocal cord dysfunction and feeding difficulties after pediatric cardiovascular surgery. J Pediatr. 2007 Sep;151(3):312-5.

14. Souza PC, Gigoski VS, Etges CL, Barbosa LR. Achados da avaliação clínica da deglutição em lactentes cardiopatas pós-cirúrgicos. CoDAS. 2018;30(1):1-8. http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20182017024. PMid:29513868.

15. Fujinaga CI. Prontidão do prematuro para início da alimentação oral: confiabilidade e validação clínica de um instrumento de avaliação [tese]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo; 2005.

16. Flabiano-Almeida FC, Bühler KEB, Limongi SCO. Protocolo de avaliação clínica da disfagia pediátrica. 1. ed. Barueri: Pró-fono; 2004.

17. Pereira KR, Levy DS. Avaliação de deglutição em lactentes portadores de cardiopatia congênita: série de casos [disserteação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2012.

18. Fraga DF, Pereira KR, Dornelles S, Olchik MR, Levy DS. Avaliação da deglutição em lactentes com cardiopatia congênita e síndrome de Down: estudo de casos. Rev CEFAC. 2015;17(1):277-85.

19. Cardoso MCAF, Silva AMT. Pulse Oximetry: instrumental alternative in the clinical evaluation by the bed for the dysphagia. Int Arch Otorhinolaryngol. 2010;14(2):231-8.

20. Chen CH, Wang TM, Chang HM, Chi CS. The effcct of breast- and bottlefeeding on oxygen saturatíon and body ternperature in preterrnínfants. J Hum Lact. 2000;16(1):21-7. http://dx.doi.org/10.1177/089033440001600105. PMid:11138220.

21. Neiva FCB, Leone CR. Evolução do ritmo de sucção e influência da estimulação em prematuros. Pró-Fono R Atual Cient. 2007 Sep;19(3):241-248.

22. Mendonça LBA, Menezes MM, Rolim KMC, Lima FET. Cuidados ao recém-nascido prematuros com uso de sonda nasogástrica: conhecimento da equipe de enfermagem. Rev. Rene. 2010;11:178-85.

23. Medeiros AMC, Sá TPLD, Alvelos CL, Novais DSF. Speech therapy in food transition from probe to breast in newborn in kangaroo method. Audiol Commun Res. 2014;19(1):95-103. http://dx.doi.org/10.1590/S2317-64312014000100016.

24. Vieira TC, Trigo M, Alonso RR, Ribeiro RH, Cardoso MR, Cardoso AC, et al. Assessment of food intake in infants between 0 and 24 months with congenital heart disease. Arq Bras Cardiol. 2007;89(4):219-24. PMid:17992377.

25. Born D. Cardiopatia congênita. Arq Bras Cardiol 2009 Dec;93(6 Suppl 1):130-132.

26. Abude MHS, et al. Efeitos da sucção à mamadeira e ao seio materno em bebês prematuros. Rev Rene. 2011;12(1):81-87.

27. Tenório SB, Cumino DO, Gomes DBG. Anestesia para o recém-nascido submetido a cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea. Rev Bras Anestesiol. 2005;55(1):118-134.

28. Rozov T. Processos aspirativos pulmonares. In: Rozov T. Doenças pulmonares em pediatria: diagnóstico e tratamento. São Paulo: Atheneu; 1999. p. 347-52.

29. Oliveira RP. Atuação fonoaudiológica em bebês com disfagia orofaríngea: avaliação e intervenção. In: Curso de Anomalias Congênitas Labiopalatinas; 2013 Agosto; Bauru. Anais. Bauru: Universidade de São Paulo, Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais; 2013.

5ca20ad90e8825066d8f25c7 codas Articles
Links & Downloads

CoDAS

Share this page
Page Sections