CoDAS
http://www.codas.periodikos.com.br/article/doipath/10.1590/2317-1782/20202019202
CoDAS
Carta ao Editor

Contributions of Speech-Language Pathology in Palliative and End-of-Life Care

Contribuições da Fonoaudiologia nos cuidados paliativos e no fim da vida

Márcio José da Silva Moreira; Michelle Ferreira Guimarães; Leonardo Lopes; Felipe Moreti.

Downloads: 0
Views: 160

Abstract

Palliative Care should be seen as a public policy and integrate the health system at all levels of complexity. This policy must include the performance of an interdisciplinary team that enables comprehensive and integrated care, humanized and with technical quality. The palliative care professional must understand the patient and his/her family as the center that generates decisions, providing them with dignity and respect, helping them to cope with the disease and accept death as a natural stage of life. The speech therapist has become an active and important member of this team. Considering the reality in the performance in Phononcology, it was noticed the need for the positioning of the Phononcology Committee and the Voice Department of Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia in relation to the performance of the speech-language pathologist in this team and care for patients at the end of life.

Resumo

Os Cuidados Paliativos devem ser encarados como uma política pública e integrar o sistema de saúde em todos os níveis de complexidade. Essa política deve incluir atuação de uma equipe interdisciplinar que viabilize cuidados integrais e integrados, humanizados e com qualidade técnica. O profissional paliativista deve compreender o paciente e sua família como o centro gerador das decisões, propiciar-lhes dignidade e respeito, ajudando-os no enfrentamento da doença e na aceitação da morte como uma etapa natural da vida. O fonoaudiólogo tem se tornado um membro atuante e importante nessa equipe. Considerando-se a realidade na atuação em Fononcologia, percebeu-se a necessidade do posicionamento do Comitê de Fononcologia e do Departamento de Voz da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia em relação à atuação do fonoaudiólogo nessa equipe e atendimento aos pacientes em fim de vida.

Referências

1 Organização Mundial da Saúde (OMS). Definição de cuidado paliativo; [2002]. Disponível em: http://www.who.int/cancer/palliative/definition/en. Acessado em: 6 de junho de 2019 [ Links ]

2 Burlá C, Py L. Cuidados Paliativos: ciência e proteção ao fim da vida. Cad. Saúde Pública. 2014;30(6):1-3. https://doi.org/10.1590/0102-311XPE020614 [ Links ]

3 Conselho Federal de Fonoaudiologia (Brasil). Parecer no. 42, de 18 de fevereiro de 2016. Dispõe sobre a atuação do fonoaudiólogo em cuidados paliativos. Parecer aprovado na 1450 SPO do CFFa. Disponível em: https://www.fonoaudiologia.org.br/cffa/wp-content/uploads/2013/07/parecer-n.-42-2016-cuidados-paliativos.pdf. Acessado em: 6 de junho de 2019 [ Links ]

4 Comissão Intergestores Tripartite (Brasil). Resolução no. 41, de outubro de 2018. Dispõe sobre as diretrizes para a organização dos cuidados paliativos, à luz dos cuidados continuados integrados, no âmbito Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União. 23 out 2018, no. 225, Seção 1. [ Links ]

5 Jacinto-Scudeiro LA, Ayres A, Olchik MR. Tomada de decisão: papel do fonoaudiólogo em cuidados paliativos. Distúrb Comun, 2019; 31(1): 141-146. https://doi.org/10.23925/2176-2724.2019v31i1p141-146 [ Links ]

6 Luchesi KF, Silveira IC. Cuidados paliativos, esclerose lateral amiotrófica e deglutição: estudo de caso. CoDAS. 2018; 30(5). https://doi.org/10.1590/2317-1782/20182017215 [ Links ]

7 Serradura-Russell A. Ethical dilemmas in dysphagia management and the right to a natural death. Dysphagia. 1992;7:102-105. https://doi.org/10.1007/BF02493440. PMid:1572227 [ Links ]

8 Groher ME. Determination of the risks and benefits of oral feedings. Dysphagia. 1994;9:233-235. https://doi.org/10.1007/BF00301916. PMid:7805422 [ Links ]

9 Blackmer J. Tube feeding in stroke patients: a medical and ethical perspective. Can J Neurol Sci. 2001;28(2):101-6. https://doi.org/10.1017/s0317167100052756. PMid:11383932 [ Links ]

10 Pollens R. Role of the speech-language pathologist in palliative hospice care. J Palliat Med. 2004;7(5):694-702. https://doi.org/10.1089/jpm.2004.7.694. PMid:15588361 [ Links ]

11 Eckman S, Roe J. Speech and language therapists in palliative care: what do we have to offer? Int J Palliat Nurs. 2005;11(4):179-81. https://doi.org/10.12968/ijpn.2005.11.4.28783. PMid:15924034 [ Links ]

12 Kenny B. Food Culture, Preferences and Ethics in Dysphagia Management. Bioethics. 2015;29 (9): 646-52. https://doi.org/10.1111/bioe.12189. PMid:26481206 [ Links ]

13 Pope TM, Richards BJ. Decision-Making: At the End of Life and the Provision of Pretreatment Advice. Bioethical Inquiry. 2015;12:389-94. https://doi.org/10.1007/s11673-015-9652-6. PMid:26160603 [ Links ]

14 Pope TM, Anderson L. Voluntarily stopping eating and drinking: A legal treatment option at the end of life. Widener Law Review. 2011;17(2):363-427. https://doi.org/10.1186/s12916-017-0951-0. PMid:29052512 [ Links ]


Submetido em:
06/08/2019

Aceito em:
27/08/2019

5f35c38d0e88258705587299 codas Articles

CoDAS

Share this page
Page Sections